Decompondo as desigualdades: material para a replicação completa de “Os impactos da geração de empregos…”

a06graf01

Publiquei na RBCS: “Os impactos da geração de empregos sobre as desigualdades de renda: uma análise da década de 2000“. O link na página do Scielo é esse aqui. Pra quem prefere o PDF (que ficou bem bonitinho), é esse aqui.

O texto é em co-autoria com Flavio Carvalhaes, Pedro Herculado F. de Souza e Carlos Costa Ribeiro. Estou muito feliz. Mas produzir todas as análises foi um processo longo e de muito aprendizado…

Nosso trabalho trata do seguinte: houve uma grande geração de empregos na década de 2000 e, simultaneamente, grande queda da desigualdade de rendimentos… Perguntamos então: como esses dois fenômenos se relacionam? Noutros termos: a mudança composicional da força de trabalho (da distribuição dos indivíduos entre as ocupações) exerceu influência sobre o verificado movimento de queda?

Bem… descobrimos que sim, mas esse não foi o fator principal. A geração de empregos foi um fenômeno positivo, que trouxe melhoria dos postos de trabalho existentes (o que pode trazer efeitos de mais longo prazo); mas sua contribuição imediata para o saldo de queda das desigualdades na última década foi de 18%. Outros fatores — principalmente relacionados à educação — foram mais importantes (o que corrobora outras pesquisas já realizadas sobre o assunto). No entanto, justamente porque o “componente ocupacional” não caiu tão depressa quanto os demais, hoje em dia, sua participação na parcela restante de desigualdade de renda (ainda muito alta!) se tornou mais importante. Noutros termos, o movimento de queda trouxe mudança qualitativa da composição das desigualdades.

Para aqueles que se interessam, esse aqui é o link para o material completo de replicação do nosso texto. Tudo foi feito no R. Na pasta principal, há dois scripts que executam toda a análise (não é preciso acessar os demais, localizados dentro das outras pastas). É preciso apenas que o usuário mude, dentro dos scripts, o nome das pastas onde os arquivos estão localizados.

As bases de dados utilizadas podem ser baixadas no site do Centro de Estudos da Metrópole.

Anúncios